Como a IoT pode alavancar o mercado

Como a IoT pode alavancar o mercado

A tecnologia surgiu como uma facilitadora, ela se atualiza/evolui com o foco em cumprir este objetivo. A IoT (Internet das Coisas) é outro termo da nova cultura web. Seu conceito gira em torno da conectividade e interação entre os objetos pela rede, por exemplo: uma geladeira que detecta a falta de leite e pede para o supermercado uma encomenda. O ar condicionado que funciona via comando do celular para, no momento em que você chegar em casa depois do trabalho, entrar num ambiente fresco e agradável.

O que foi citado anteriormente são exemplos voltados para o consumidor final, mas e se aplicarmos este modelo numa empresa, ou indústria? É possível utilizar este conceito com monitoramento em tempo real em um estoque para atualizar informações e ter ciência do que necessita.

O setor de logística é um campo com amplo potencial para uso da IoT, pois é onde são encontrados muitos problemas nas empresas e em seus fornecedores. O uso de GPS ou outra tecnologia que esteja conectada à “nuvem”, provê o acompanhamento de um veiculo que está transportando uma mercadoria. Além disso, garante uma entrega mais eficiente ao reportar a situação do trânsito, tempo, localização e também do próprio motorista.

Até mesmo no agronegócio, setor muito forte no Brasil, pode ser aplicado de maneira orgânica e simples. Com a implementação é possível acompanhar a produção e obter dados para poder aproveitar da melhor forma a safra. Também pode integrar o sistema irrigatório de uma plantação a um sensor meteorológico para saber como regar devidamente.

Mundo conectado

Tem mais dispositivos inseridos na IoT do que seres humanos na Terra, e há uma estimativa que em 2020 existam 12 bilhões de aparelhos conectados, segundo a Gartner. Toda a conexão é M2M (máquina para máquina) e a comunicação entre elas é feita pela troca de dados/informações. A ideia é básica e parece simples escrita desta forma, mas devido a enorme quantidade de dispositivos conectados consequentemente há uma massiva troca de dados.

Com a intensa conexão entre as diversas tecnologias o fluxo de dados é maior e, ao mesmo tempo, feito de forma instantânea. Assim a IoT criou novas fontes de informação capazes de ler e transmitir tais dados. A “Internet das Coisas” é apenas mais um conceito que imergiu no mercado e pouco a pouco está sendo inserido no cotidiano. É impossível escapar da tecnologia e cabe a você abraçá-la ou ser engolido por ela.