Indústria 4.0: a adaptação para o novo mundo dos negócios

Indústria 4.0: a adaptação para o novo mundo dos negócios

Termos referentes a tecnologias modernas que se tornaram habituais, como IoT, RPA, IA, Big Data, Machine Learning, entre outros, são ramificações e fazem parte de um novo modelo aplicado no mercado industrial. A Indústria 4.0. Este novo conceito que direciona os rumos do mundo – mais precisamente da economia – surgiu na feira de automação industrial de Hannover em 2011 e gira em torno da conectividade holística, não apenas entre as áreas de uma empresa para que ela possa atingir o máximo de sua produtividade e um alto desempenho, mas de todo o mercado.

Um dos elementos principais inserido neste assunto são os Sistemas Ciber-físicos (CPS). Trata se da junção entre o que é físico e virtual, desta forma todo objeto real interage com um digital, trocando dados entre si. Todo o procedimento executado por esse é registrado digitalmente, mas só isso não é suficiente para montar um corpo que seja páreo para o cenário competitivo existente.

O nome “Indústria 4.0” vem de 4ª Revolução Industrial. Alguns refutam essa ideia por acharem que ainda estamos vivenciando a 3ª Revolução Industrial, porém há provas mais do que contundentes de já termos passado por ela e de estarmos vivendo uma nova transformação. Suprir as novas necessidades do mercado, que é constituído desde problemas nas cadeias de suprimento até irregularidades cadastrais, é parte fundamental desse conceito, que deve ascender de forma muito mais rápida se comparada com as revoluções anteriores.

Um aspecto que ganhou grande ênfase está atrelado à cadeia de valor, que interliga todos os processos da manufatura, desde a retirada da matéria-prima até se tornar produto final, ser amplamente distribuído e chegar até o cliente. Porém o processo não acaba com a venda para o consumidor final, pois há a relação pós-venda e a preocupação com o posicionamento na mente deste a fim de conquistá-lo e fidelizá-lo. Isso também integra o modelo de comunicação e marketing das empresas.

Incorporação da Indústria 4.0

A tecnologia está a favor e disponível tanto para as grandes corporações quanto para as empresas menores. Não é preciso ter bilhões de dólares para se tornar competitivo. Várias soluções integradas da Indústria 4.0 podem ser aplicadas facilmente tanto em gigantes quanto em microempresas.

A robotização de processos, por exemplo, pode ajudar no setor fiscal e tributário, principalmente, e agilizar as atividades burocráticas dentro de uma empresa. Isso também serve como passo inicial e uma abertura para futuras mudanças tecnológicas em qualquer setor.

Sua aplicação no chão industrial é só o princípio, as necessidades das empresas e as soluções oferecidas com base nisso pela Indústria 4.0 são muito mais profundas. O conceito ainda está engatinhando, mas seu crescimento é exponencial e irreversível o que a torna realmente indispensável no mundo empresarial.