Transformações

Transformações no ano de 2019 e o que esperar em 2020

Transformações de 2019

O setor contábil e fiscal passou por grandes transformações no ano de 2019.

Logo no início do ano entrou em vigor a nova regra do CEST – Código Especificador de Substituição tributária. Através do novo Convênio ficaram dispostos os bens e mercadorias passíveis de sujeição ao regime de substituição tributária. Os itens estão listados de acordo com o segmento no qual se enquadram, a partir de sua descrição, NCM e CEST.

Mudanças na plataforma e cronograma do E-Social, que incluiu os micros e pequenos empresários, simplificação da Nota Fiscal do Consumidor eletrônica (NFC-e), que reduz os custos com impressão de recibos e processos burocráticos, mudanças no Simples Nacional, menos tabelas e mais faixas de alíquotas como também a inclusão de novas atividades, mudanças no ICMS em determinados Estados e ainda a substituição do Sintegra pelo Sistema Público de Escrituração Digital em alguns Estados. A Receita Federal consolidou as regras de PIS e COFINS em uma IN específica, mencionando que o valor do ICMS a ser excluído das bases de cálculo é o valor efetivamente pago e não o destacado nas notas fiscais de venda.

Em suma, as mudanças citadas, dentre outras transformações, objetivam simplificar, reduzir as declarações fiscais e desburocratizar processos atendendo as demandas do Fisco e contribuintes. Outra grande mudança está relacionada ao tratamento de dados, a LGPD está prevista para entrar em vigor em agosto de 2020 e, em alguns casos, a adequação a nova lei mudará completamente a rotina das empresas.

Tecnologias a seu favor

Para atender essas demandas as empresas têm investido em softwares modernos e flexíveis que permitem a integração entre os sistemas, definem processos e liberam e/ou limitam o acesso de usuários aos dados. A robotização de atividades permite maior segurança aos processos internos. Tarefas manuais são ensinadas aos robôs e passam a ser reproduzidas de forma eficaz, mitigando erros e melhorando o tempo de resposta.

Em plataformas de Workflow, por exemplo, os usuários recebem a ajuda de robôs, que navegam, capturam e classificam as informações, devolvendo resultados mais precisos de acordo com padrões pré-estabelecidos facilitando o trabalho dos usuários. Segundo uma pesquisa da Imperva, em 2016 os robôs corresponderam a mais de 50% do tráfego total da Internet.

As ferramentas de robotização podem desempenhar tarefas baseadas em regras incluindo manutenção de registros, consultas, cálculos e transações, processando dados em massa, agregando valor ao setor contábil e liberando o profissional para o trabalho analítico e estratégico. Um novo ano se inicia e a Azix Tecnologia continua inovando para oferecer aos seus clientes o máximo de conforto para suas operações. Os robôs da AZIX trabalham 24 horas por dia e sete dias na semana monitorando bases e detectando eventos que exigem verificação cadastral.

Traga seus negócios para a Azix!